top of page

Fórum de Debates resgata cultura, história e trabalho do Vale do Paraíba



Nos dias 26 e 27 de outubro, a Faculdade de Ciências Médicas de Três Rios – Suprema foi sede do Fórum de Debates do Vale do Paraíba Fluminense – O Vale e suas peculiaridades: História, Cultura e Trabalho. O evento foi organizado pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (PPGH/UERJ) e pelo Núcleo de Estudos das Américas (NUCLEAS/UERJ), e contou com apresentações de trabalhos de pesquisa, mesas temáticas, lançamento de livros, exibição de documentário e apresentações culturais que movimentaram o campus da FCM/TR.


Para a abertura do Fórum, foram convidados para compor a mesa principal os membros da organização do evento, Maria Teresa Lemos, do NUCLEAS/UERJ; Paulo Roberto Seda, do Laboratório de Estudos e Pesquisas da América Antiga/UERJ; e Célio Aguiar Lima, do PPGH/UERJ. Também fizeram parte da mesa principal o diretor de ensino, pesquisa e extensão da FCM/TR, Plínio dos Santos Ramos e o secretário de educação do município de Três Rios, Bernardo Goytacazes.


A professora Maria Teresa Lemos, uma das idealizadoras do NUCLEAS/UERJ, destacou a importância do Fórum e a rica produção acadêmica voltada para a regionalidade do Vale do Paraíba integrada à América Latina.


“O Fórum tem uma temática extremamente abrangente, que traz aspectos interdisciplinares que buscam resgatar a memória e a cultura do Vale do Paraíba, e que permitem a integração com a história do país e do nosso continente latino-americano. A cultura local é uma cultura da América Latina e precisa se reconhecer desta forma. Está sendo criado um elo entre a UERJ, a Suprema, e todos que apoiaram o evento, com a produção acadêmica regional. Este é o primeiro Fórum de muitos que ainda serão realizados na região”, disse Maria Teresa.


A conferência de abertura foi realizada de forma virtual, ministrada pelo Prof.º Ricardo Tacuchian, professor e regente da Orquestra de Câmara da UNIRIO, membro do Conselho Curador e de Programação do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, autor de mais de 250 títulos e eleito membro da Academia Brasileira de Música em 1981 (cadeira n.29).


Os trabalhos de pesquisa e mesas temáticas atenderam à proposta de um Fórum “plural regional”, no qual foram apresentados trabalhos de diferentes áreas do conhecimento e saberes que têm como base principal pesquisas regionais sobre o Vale do Paraíba Fluminense, em especial, aquelas que foram realizadas e trabalhadas com o propósito de trazer realidades dessa região sobre diferentes olhares acadêmicos.


Durante o evento, foi lançado o livro com a coletânea dos trabalhos acadêmicos apresentados no Fórum, intitulado “Trabalho, Escravidão e Liberdade – Núcleo de Estudos das Américas no Vale do Paraíba”.


A programação também contou com a exibição do documentário “Memória Puri” sobre a influência étnica e cultural dos Índios Puris na região, coordenado pelo indígena, Dauá José da Silva, membro do Museu de Cultura Puri.


Encerrando o evento, os 45 alunos do projeto “Preservação da Cultura Afro-indígena” do Quilombo de São José da Serra, em Valença, realizaram um a linda apresentação de música e danças típicas.





31 visualizações

Comments


bottom of page