Estudante da Suprema Três Rios publica artigo científico sobre a Síndrome de Burnout



A estudante Anna Karoline da Rocha Pizano, do 9º período do curso de medicina da Faculdade Suprema Três Rios teve seu artigo científico publicado no último mês de outubro pelo periódico HU Revista, vinculado ao Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O artigo é a primeira pesquisa científica publicada por uma estudante da Suprema Três Rios, sendo desenvolvido através do Programa de Iniciação Científica (PIC) da Faculdade.


O artigo tem como tema a Síndrome de Burnout (SB), doença ocupacional que afeta a saúde mental de profissionais em ambientes de trabalho de grande estresse e exaustão, ocasionando problema emocionais e físicos severos, que resultam em declínio da produtividade e despersonalização dos indivíduos. A pesquisa foi realizada como estudo de revisão sistemática da literatura, e a investigação se deu no sentido de analisar o crescimento no número de casos da SB entre os profissionais da área de saúde durante o período da pandemia da Covid-19.


A Síndrome de Burnout era um tema sensível para a estudante Anna Karoline, pelo fato de ter na família dois casos diagnosticados com a doença. Ao mesmo tempo, os próprios casos familiares despertavam na aluna o anseio em obter um conhecimento mais abrangente sobre a questão. Anna Karoline foi bolsista da Suprema Três Rios durante um ano para realizar a pesquisa, e destacou o desafio do trabalho de revisão sistemática da literatura.


Segundo a estudante, a Covid-19 fez multiplicar os casos de Síndrome de Burnout nos profissionais de saúde, e o tema, pouco falado até aquele momento, se tornou recorrente. Novos artigos científicos surgiam com dados sobre a SB, ocasionando um trabalho constante de atualização das informações da revisão realizada pela aluna da Suprema.


A pesquisa foi coordenada pela e professora do curso de Medicina da Suprema Três Rios, Beatriz dos Santos Pereira, com a colaboração das professoras Márcia Emília Moreira de Luca e Laila Fieto Ribeiro, ambas da FCMTR-Suprema, e da professora Natália Maria da Silva Fernandes, da UFJF.


Para a professora Beatriz, o artigo foi muito feliz ao abordar a Síndrome de Burnout no contexto da pandemia, além de valorizar o trabalho de produção científica da Suprema Três Rios.


“A Síndrome de Burnout e a pandemia são temas muito atuais, e a discussão que o artigo traz é muito relevante. Estamos falando da saúde mental de profissionais que são da área de formação da Suprema. Além disso, a pesquisa mostra como a Faculdade valoriza a produção científica do aluno. Ter um perfil investigador, de cientista, é um grande diferencial para a formação do profissional de medicina, e a Suprema Três Rios apoia essa formação através do incentivo à pesquisa durante a graduação”, destacou Beatriz.


De acordo com o Núcleo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (NDCT), órgão regulamentado que acompanha o Programa de Iniciação Científica da Suprema Três Rios, já participaram do PIC um percentual de 32% dos estudantes da instituição, o que demonstra uma significativa adesão de alunos às pesquisas na Faculdade.


O Projeto de Iniciação Científica da Suprema Três Rios constitui-se com um espaço de desenvolvimento e formação do jovem pesquisador, um trabalho que visa estimular nos acadêmicos de medicina a formação através de práticas investigativas como um princípio educativo e científico.


Apesar de todos os desafios do trabalho de pesquisa, para a estudante Anna Karoline, ser a primeira acadêmica do curso de medicina da Suprema Três Rios a publicar um artigo científico é motivo de orgulho. “Fico muito feliz por esta conquista. Agradeço à Faculdade e às professoras orientadoras pelo apoio para realizar a pesquisa. Tudo foi primordial para chegarmos ao final e termos o artigo publicado com sucesso”.


O artigo está disponível para leitura no site do HU Revista e pode ser acessado pelo link: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/37074

13 visualizações